Para se manter à frente da concorrência e competitivo no mercado, principalmente diante de um cenário econômico instável, é necessário contar com determinadas estratégias, sendo uma das principais o uso de indicadores logísticos de desempenho.

Essas métricas viabilizam o monitoramento constante do desempenho da empresa, evitando falhas, assegurando a qualidade dos serviços e gerando informações de custos úteis e confiáveis para a tomada de decisões. Sendo assim, essa é uma estratégia vital para o setor logístico.

Portanto, se você deseja saber mais sobre os indicadores logísticos para tornar seu negócio mais estratégico, porém ainda não sabe muito sobre o assunto, leia este post e tire suas dúvidas!

O que são indicadores logísticos?

Os indicadores de logística ou Key Performance Indicators (KPIs) são maneiras de medir e avaliar periodicamente o desempenho dos processos da empresa. As empresas os utilizam com o propósito de apontar melhorias e assegurar maior satisfação dos clientes.

Para atingir êxito em curto e longo prazos, é preciso dispor de um bom planejamento. Além disso, convém acompanhar o que foi definido previamente, de modo a obter informações seguras para tomar as decisões corretas.

Como são definidos os indicadores de desempenho logístico?

As empresas definem os indicadores logísticos no planejamento e estes dependem dos seus objetivos estratégicos, de modo que cada uma pode dar mais ênfase para um determinado indicador de acordo com as suas necessidades e metas.

De qualquer modo, há pontos que sempre consideram no momento de definir os indicadores, tais como estoque, transporte e segurança da carga.

Caso os gestores de uma determinada empresa percebam na última avaliação de desempenho da empresa que o indicador On Time Delivery, que corresponde ao percentual de entregas realizadas dentro do prazo, está muito abaixo do esperado, será necessário dar mais ênfase à avaliação desse indicador nos próximos serviços prestados, por exemplo.

Vale ressaltar que a definição de indicadores logísticos é algo que necessita de flexibilidade, tendo em vista que uma empresa, em um determinado momento, pode necessitar investir mais em acompanhar uma frente específica que não apresenta um bom desempenho em comparação aos demais.

Para que servem os indicadores logísticos?

Os gestores utilizam os indicadores de logística para que possam avaliar com objetividade como a empresa desempenha os seus os processos. Assim, é possível identificar falhas com precisão, investigar a fundo qual é a razão delas ocorrerem e corrigi-las rapidamente.

Além disso, os indicadores de desempenho também servem para os gestores identificarem quais estratégias de aperfeiçoamento das atividades estão apresentando bons resultados.

Nesse sentido, os indicadores de logística são indispensáveis para o sucesso do negócio, visto que ajudam a aperfeiçoar a qualidade dos processos e favorecem os resultados. No entanto, é importante se atentar para a escolha de quais devem ser acompanhados, na medida em que, com excesso de controle, é possível gerar dados que não são relevantes.

Qual é a importância dos indicadores logísticos?

A importância dos indicadores de logística muda conforme as necessidades da instituição. Porém sua adoção é vital para qualquer negócio que deseja ter uma logística de qualidade.

Entre suas vantagens, podemos destacar que eles:

  • Melhoram o desempenho e auxiliam na busca por aperfeiçoamento para atingir a satisfação total do cliente;
  • Propiciam a utilização de números reais e precisos como suporte para tomada de decisões relacionadas à reestruturação ou à mudança do funcionamento institucional;
  • Possibilitam a divulgação transparente pelos resultados obtidos aos stakeholders da organização.

Quais são os principais indicadores de desempenho logístico?

On Time In Full (OTIF)

Esse indicador de logística é considerado o mais importante por medir a operação pela visão do consumidor, pois retrata a eficiência no cumprimento de prazos (on time) e êxito nos processos de atendimento (in full). Assim, denota que a empresa entregou os pedidos no local solicitado, de forma completa e dentro dos parâmetros esperados.

Então, para avaliar o OTIF corretamente, deve-se atentar para:

  • Dispor de data e hora de processamento do pedido;
  • Possuir ou dar previsão de entrega ao consumidor;
  • Conservar o registro de OTIF atualizado.

Para calcular: OTIF (em %) = Número de entregas OTIF ÷ Número total de entregas x 100

On Time Delivery (OTD)

Indica o percentual de entregas realizadas no prazo determinado em relação ao total de pedidos expedidos no mesmo período. Assim, para saber se há problemas com a gestão de transportes, é preciso verificar se os números estão inferiores ao esperado.

Para calcular: Total de entregas no prazo ÷ Total de entregas x 100

Índice de ocorrências

Primeiramente, as ocorrências são registradas na medida em que se concretizam fatos que não estavam planejados. Assim, esse indicador é primordial, visto que as ocorrências geram acréscimo de custos, retrabalho, desperdício de tempo e impacto na produtividade. Além de influenciar a rotina e comprometer o planejamento inicial, propicia uma experiência ruim ao cliente.

Para calcular: Total de entregas com ocorrências ÷ Total de entregas x 100

Custo de transporte como porcentagem das vendas

O mercado utiliza este indicador para apontar a relação entre os custos totais de transporte e o faturamento da instituição. Com isso, o gestor monitora melhor os limites orçados e sabe quais medidas podem ser tomadas sem danificar a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos.

Sua medição deve ser realizada mensalmente, separando a análise por grupo ou por cliente e este pode chegar a aproximadamente 15% do faturamento bruto da empresa.

Para calcular: Custo total de transportes ÷ Total da receita bruta x 100

Percentual de cargas rastreáveis

Esse indicador de logística auxilia na compreensão do grau de sofisticação e de automatização dos transportes e indica até que ponto a análise do nível de serviço pode ser segura.

Para calcular: Número de cargas transportadas com rastreamento ÷ Total de cargas expedidas no mesmo período

A importância da análise e o monitoramento de indicadores de desempenho logístico

Além de definir os indicadores logísticos adequados para orientar as ações da empresa em direção ao cumprimento de metas, é necessário monitorá-los periodicamente e avaliá-los ao final de cada processo, tendo em vista que não adianta dispor de planejamento se não colocá-lo em prática ou deixá-lo de lado após um determinado período.

Conheça as soluções da Prestex para a sua empresa

A Prestex é uma das melhores transportadoras emergenciais do Brasil, justamente porque aplica e acompanha de forma adequada os indicadores logísticos de desempenho.

Isso possibilita que a empresa possa oferecer diversas soluções completas com eficiência, agilidade e segurança para seus clientes, sendo elas Prestex Express, Vip, 1ª Classe, Exclusive e Flash, as quais possuem rastreamento full time, entrega porta a porta, confirmação de entrega, dentre outras características particulares a cada tipo de solução. 

Para maiores informações, baixe o e-book KPIs para logística: o guia completo das métricas e indicadores.
Agora, se além de conhecer melhor a respeito dos indicadores logísticos de desempenho você desejar contar com uma transportadora especializada e experiente no mercado, entre em contato com a Prestex!