COMO FUNCIONA O TRANSPORTE MULTIMODAL?

É possível traçar diversos roteiros para levar uma carga de sua origem até seu destino. Uma alternativa é o transporte multimodal de cargas que, como o próprio nome sugere, é caracterizado pela presença de duas ou mais modalidades de transporte. Mas não se deve confundir o multimodal com o intermodal. Diferentemente deste último, no transporte multimodal, não é necessário firmar distintos contratos com cada responsável por transportar a carga por diferentes modais.

O transporte multimodal de cargas é, basicamente, aquele que utiliza duas ou mais modalidades de transporte. Desde a origem até o destino, utilizando um único contrato de pessoa jurídica.

Por exemplo, se você precisar trazer uma carga do exterior e depois entregá-la no interior do Brasil, vai precisar de pelo menos dois modais para cumprir seu objetivo. Vamos imaginar um avião e uma frota de caminhões. No transporte intermodal, é necessário fechar um contrato com a empresa encarregada pela frota de caminhões e outro com a empresa responsável de transporte aéreo de carga, o que pode acarretar mais burocracia e, consequentemente, baixa otimização do tempo de entrega.

Entretanto, se você optar pelo transporte multimodal, é preciso firmar contrato apenas com uma pessoa jurídica, o Operador de Transporte Multimodal (OTM), que deve estar habilitado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Portanto, para uma maior segurança do processo, ele deve ser executado sob responsabilidade única de um Operador de Transporte Multimodal (OTM), que utiliza-se de meios próprios ou de terceiros. Uma vez que o operador é responsável pela:

  • execução dos contratos;
  • possíveis prejuízos resultantes de perda;
  • danos ou avaria das cargas;
  • prazos de entrega.

Dessa forma, a principal vantagem do multimodal é a redução da burocracia e da preocupação.

Agora que você já sabe o que é transporte multimodal de cargas, saiba mais como ele funciona, por que usá-lo, quais são os modais utilizados e as principais vantagens em adotar essa modalidade de transporte.

Porque usar o transporte multimodal?

A utilização do transporte multimodal é um mecanismo moderno e importante em função do ritmo acelerado do mercado. A necessidade dessas operações de transporte mais complexas ocorrem, inclusive, para que seja possível cobrir maiores distâncias e atingir regiões difíceis.

Apesar de parecido, há diferenças entre o multimodal e o intermodal, que utiliza-se de contratos diferentes para cada meio de transporte.

Então, para que seja considerado multimodal, além da utilização de pelo menos dois modais e existência do operador (OTM), é necessário que o processo aconteça a partir de um único contrato. Além disso, deve ser utilizado apenas para cargas unitizadas indivisíveis. Já as inspeções fiscais devem ocorrer apenas na origem e no destino final do transporte.

Como funciona o transporte multimodal?

Para conduzir a mercadoria até o destino final, neste caso, é necessário mais de um tipo de veículo, desde caminhões, navios, aviões ou outro tipo de condução, de acordo com tipo de carga e prazo para a entrega. Porém, os modais devem ser pensados no planejamento, para que haja conformidade com o negócio.

Assim, o OTM é responsável por todas as etapas do transporte, que ocorre com a coleta da carga, processos burocráticos, transporte entre modais e entrega.

Dessa forma, há uma redução de custos com o pagamento de um único frete. Além de maior praticidade e agilidade e redução de eventuais problemas operacionais. Então, os contratantes podem usufruir do conforto de cobrar apenas do OTM todas as obrigações inerentes ao transporte

Portanto é uma mas melhores opções para transporte de cargas no Brasil. Pois desburocratiza a sistemática de transporte, utilizando a infraestrutura da melhor forma e agregando mais valor aos produtos no mercado interno.

Qual é a diferença entre transporte intermodal e multimodal?

Como dito anteriormente, o transporte multimodal é aquele que demanda a utilização de mais de um tipo de modal para levar a carga até o seu destino, e para isso é preciso contratar o trabalho de apenas um operador, o OTM.

Por outro lado, no transporte intermodal, em que também são usados diferentes modais para fazer o transporte da carga, opta-se pela contratação de diferentes operadores logísticos.

Nesse sentido, a principal diferença entre o transporte multimodal e o intermodal está na contratação de operadores para o transporte, ou seja, se será um ou serão vários.

Mas, afinal, quais são os tipos de modais no transporte de cargas?

Tipos de modais no transporte de cargas

Modal de transporte rodoviário

O transporte rodoviário é o principal modal do país, sendo as regiões Sul e Sudeste as que mais utilizam esse meio de transporte de cargas.

Por receber mais investimentos e demandar menos burocracia na documentação, o modal é largamente utilizado para transportar os mais diversos tipos de mercadorias, mas conta com limitações envolvendo tamanho e peso de carga.

Modal de transporte ferroviário

O transporte ferroviário é menos flexível que o rodoviário, uma vez que as linhas chegam a menos locais do Brasil. Ainda assim, é um modal muito utilizado no transporte de grandes quantidades de commodities, como matéria-prima e grãos.

Modal de transporte aéreo

Os principais diferenciais no modal aéreo dizem respeito à agilidade e segurança, sendo um meio de transporte muito utilizado para cargas de alto valor agregado ou de caráter emergencial.

Além disso, tende a ser a primeira opção no transporte de cargas perecíveis, como medicamentos e alguns tipos de alimentos.

Modal de transporte aquaviário

O modal aquaviário é um dos mais importantes quando é preciso fazer o transporte de grandes quantidades de cargas e, assim como o modal ferroviário, é muito utilizado para movimentar commodities, como minérios, grãos, insumos agrícolas e derivados de petróleo.

Modal dutoviário

O modal dutoviário diz respeito ao transporte de cargas feito via dutos e tubos, que podem ser submarinos, subterrâneos ou aparentes. Por meio de pressão nos dutos, o transporte funciona de forma bastante eficiente.

Ou seja, a principal vantagem desse modal está no transporte de grandes quantidades de cargas em longas distâncias. A indústria petrolífera costuma se beneficiar bastante do modal dutoviário, uma vez que o local de extração do petróleo pode ser ligado ao destino da matéria-prima por meio de tubos.

Quais são os benefícios do transporte multimodal para os ambientes urbanos?

Para aliviar o acúmulo de veículos nas vias, ruas e rodovias de grandes cidades, a utilização de diferentes modais de transporte pode trazer diversos benefícios logísticos, além de encontrar formas mais sustentáveis de fazer a entrega de cargas, ou seja, sem afetar tanto o meio ambiente.

As vantagens do transporte multimodal

A seguir, conheça os diversos benefícios proporcionados pelo transporte multimodal de cargas.

Redução de custos

Uma das principais vantagens do transporte multimodal é a redução de custos, tendo em vista que, ao firmar contrato com uma única empresa, é possível negociar um valor mais acessível do que se fosse contratar diferentes pessoas físicas ou jurídicas para realizar o transporte.

A combinação dos modais, de forma inteligente, também gera uma redução nas despesas com transporte, já que otimiza o tempo de espera e, consequentemente, demanda menos combustível, gerando uma redução na emissão de poluentes.

Adicionalmente, segurança no pagamento também é um fator de atração para esta modalidade de transporte.

Maior praticidade

Outra importante vantagem do transporte multimodal é a sua praticidade, pois o embarcador necessita firmar contrato com apenas uma empresa, e ela se responsabiliza por todo o processo de transporte de cargas.

Mais segurança

Mais uma vantagem que vale ser destacada é a maior segurança que o transporte multimodal oferece para o embarcador e seus clientes, visto que o OTM é responsabilizado por qualquer dano, roubo e extravio de carga que possa ocorrer. 

Menos burocracia

Como o embarcador necessita firmar contrato apenas com o OTM, há menos burocracia envolvida em todo o processo.

Otimização do tempo

Como o OTM fica responsável por planejar e executar todo o processo de transporte de cargas, e há menos burocracia envolvida nessa modalidade, consequentemente, há uma maior otimização de tempo na entrega das mercadorias, o que é fundamental para agilizar operações e manter o cliente final satisfeito com a entrega.

Redução de impactos ambientais

Por fim, o transporte multimodal pode ser considerado como uma alternativa mais inteligente e otimizada que tem potencial para reduzir os impactos ambientais causados pela emissão de CO2, quando comparada a opções mais tradicionais.

Transporte multimodal: conheça o trabalho da Prestex

A Prestex se utiliza do transporte multimodal para garantir a maior eficiência de suas entregas, estando no ranking das três melhores empresas de transporte emergencial do Brasil. 

A empresa também oferece contratos de longo prazo para uma atuação mais abrangente envolvendo a cadeia logística. Navegue pelo site e saiba tudo sobre a Prestex.

Conheça também os diferenciais que a Prestex oferece para solução em logística de cargas urgentes.