Definir o tipo de transporte mais adequado à cada carga e à realidade de cada região pode reduzir gastos, tempo de entrega e impacto ao meio ambiente.

tipo de transporte

O transporte de cargas é muito importante para a movimentação da economia mundial e, por isso, as empresas precisam investir em uma logística eficiente para atender as demandas do mercado global. As diversas formas de transportar produtos e serviços para melhor atender ao consumidor podem despertar a competitividade, mantendo a economia em movimento.

No entanto, podemos perceber que a globalização facilitou esse processo. Com a constante queda de fronteiras no mundo, os transportes de mercadorias tiveram que se adaptar e, principalmente, tiveram que ficar mais rápidos, eficientes e acessíveis. O transporte a ser usado tem que atender à necessidade da carga e superar a distância da maneira mais rápida.

No transporte de mercadoria, utiliza-se mais estes modais: rodoviário, ferroviário, hidroviário, dutoviário, aéreo e o multimodal. Vamos conhecer as vantagens e desvantagens de cada uma delas, lembrando que o importante é adaptar o tipo de transporte ao tipo de carga que deseja transportar.

Transporte rodoviário

O transporte de tipo rodoviário é o mais utilizado no Brasil e possui um amplo custo benefício para o setor logístico, em produtos de valor médio ou alto, em distâncias curtas ou longas.

Com esse transporte há mais facilidade de se chegar a maior parte do território nacional. Porém, enfrentam-se ainda problemas como falta de conservação da infraestrutura das estradas e falta de segurança. Fatores, portanto, que determinam a demora nos prazos e até mesmo encarecem a entrega.

Em relação a outros meios de transporte, os caminhões levam pequena quantidade de produtos, porém chegam a lugares onde os outros meios de transporte não conseguem chegar.

Tipos de cargas no transporte rodoviário

No transporte rodoviário devem ser transportadas mercadorias inseridas em embalagens específicas. Os tipos de cargas mais comuns nesse caso são:

  • Carga Geral: Tipo de carga que deve ser inserida em uma embalagem específica, com marca para identificação e contagem de unidades, ou também unitizada, que é aquela com materiais que podem estar embalados ou não e prontos para a sua movimentação e armazenamento.
  • Carga a Granel: Tipo de carga líquida ou seca que podem ser embarcadas e transportadas sem acondicionamento, marca de identificação e contagem de unidades. As líquidas são transportadas em veículos próprios com tanque ou cisternas ideais para armazenamento do produto. As cargas secas também são transportadas em carrocerias adequadas para o carregamento.
  • Carga Frigorificada: São cargas que precisam de refrigeração ou local para congelamento, de forma que as qualidades do produto sejam mantidas durante o transporte.
  • Carga Perigosa: Cargas que podem causar acidentes e prejuízos ou colocar em risco a vida daqueles que estão em contato com elas. Elas são divididas de acordo com as recomendações para o Transporte de Produtos Perigosos das Nações Unidas como explosivos, gases, líquidos inflamáveis, substâncias oxidantes, sólidos inflamáveis, substâncias venenosas, infectantes, corrosivos, materiais radioativos e outras substâncias perigosas variadas.

Transporte ferroviário

O segundo meio de transporte mais utilizado para fins logísticos no Brasil é o ferroviário. Geralmente se opta por esse tipo de transporte quando se tem cargas de grandes volumes como produtos agrícolas e minérios.

Apesar de, em alguns casos, a entrega chegar ao destinatário de forma mais rápida, o custo do uso de trens é bem mais elevado que caminhões. Outra desvantagem é que no Brasil existem localidades em que não há infraestrutura ferroviária, o que dificulta o transporte.

É ideal para transportar produtos em alta quantidade, como minério de ferro, produtos siderúrgicos, derivados do petróleo, fertilizantes, mercadorias agrícolas, entre outros.

Transporte aquaviário

Esse tipo de transporte acontece por meio de barcos e navios e é o terceiro mais utilizado no Brasil. O transporte hidroviário e marítimo tem capacidade superior à maioria. Pode atravessar o oceano carregando produtos em navios cargueiros, de maneira que o avião não é capaz de levar. Além disso, é possível abastecer lugares mais isolados através de barco, onde não se poderia chegar por outros meios.  Uma desvantagem é a infraestrutura dos portos, considerada insuficiente e inadequada para as necessidades de um bom funcionamento desse tipo de transporte de carga.

O meio aquaviário pode transportar muitas mercadorias, desde grãos de cereais até automóveis. Os produtos são armazenados em caixas especiais e seguras chamadas contêineres.

Transporte dutoviário

É o meio de transporte que conduz produtos através de canos/tubos cilíndricos ocos e transporta de forma segura para longas distâncias. São desenvolvidos de acordo com normas internacionais de segurança.

No Brasil, o transporte dutoviário é utilizado quase que especificamente para produtos derivados do petróleo e por isso seu uso é pouco conhecido em âmbito geral.

Transporte aéreo

Os aviões são os grandes facilitadores do transporte emergencial. Pois, a velocidade com que trabalha agiliza o mercado, aumenta a competitividade e facilita a circulação dos produtos. É, portanto, recomendado para o envio de cargas urgentes, de alto valor agregado, produtos  perecíveis e documentações.

Destacamos como vantagens no transporte aéreo a segurança, agilidade e a facilidade de percorrer longas distâncias. Assim, podemos incluir como mercado alvo empresas que precisam transportar:

  • Suprimentos e insumos para estoques industriais;
  • Peças de reposição (linha de produção parada);
  • Produtos eletrônicos;
  • Amostras urgentes;
  • Objetos frágeis.

Todas as aeronaves possuem estruturas para transporte de bagagens e/ou cargas e podem transportar produtos em território nacional e internacional. E, aliás, os compartimentos do avião podem ser mistos (carga / passageiro) ou individuais.

Este tipo de transporte, muitas vezes, pode sair com o custo mais baixo do que outros modais, dependendo da sua urgência. No entanto, quando falamos em volume, tamanho e peso há algumas limitações na hora do embarque, pois, existem regras e padrões impostos pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que visam a segurança.

Tipo de transporte multimodal

O transporte multimodal é a articulação entre vários modais de transporte. Cujo intuito é tornar mais rápidas e eficazes as operações logísticas. Assim, nesse modelo são necessários mais de um tipo de veículo para conduzir a mercadoria até ao seu destino final. Fazendo uso, por exemplo, desde caminhões, navios, aviões até outro tipo de condução necessário para a entrega.

Dessa forma, para a mercadoria chegar até seu destino final, ela necessitará passar por mais de uma modalidade de transporte. Porém, todas as trocas são de responsabilidade da empresa transportadora.

A Prestex utiliza esse tipo de transporte, já que é um operador logístico multimodal (OTM). No dia-a-dia utiliza o transporte rodoviário + aéreo, para que as cargas cheguem ao destino com maior agilidade e segurança.

O tema requer muitas explicações para o conhecimento tanto das empresas transportadoras, quanto dos clientes. Entretanto, você pode obter ainda mais informações detalhadas sobre os modais de transportes utilizados no Brasil e sobre transporte multimodais nesses artigos.

O que analisar na hora de escolher o modal ideal?

Antes de escolher o tipo de transporte de carga mais adequado, é preciso levar em conta alguns fatores importantes, como os prazos de entrega e a segurança com a qual as mercadorias são transportadas.

Em relação aos prazos, pode-se escolher modais de transporte mais rápidos, como o aéreo, que é o mais recomendado para o envio de cargas urgentes ou de valor maior. 

A questão da segurança também é importante, afinal, você não quer que a carga corra riscos desnecessários. O transporte aéreo é um dos mais seguros entre os modais, pois, além de ser mais rápido, possui riscos baixíssimos de roubo, furto ou acidentes. 

Já o transporte rodoviário, em geral, oferece mais riscos, mesmo que seja um pouco mais barato. Porém, se você contar com uma empresa especializada, é possível que ela tenha um sistema de rastreamento e seguro de cargas, o que faz com que elas sejam transportadas com total segurança.

O volume da mercadoria influencia na hora de escolher um modal?

Outro ponto que deve ser pensado antes de escolher o seu modal é o volume da carga transportada. Se o volume da sua carga for grande, o transporte rodoviário pode ser uma boa opção, já que ela fica bem acomodada em caminhões.

Agora, se você tiver urgência na entrega da sua carga ou ela precisar ser enviada para o exterior, por exemplo, mesmo em grandes volumes, o modal aéreo é o mais recomendado. Nesse caso, o produto deve atender às exigências de tamanho das companhias aéreas. 

Mas e se a sua carga for maior do que o permitido para ser transportada pelo modal aéreo? Bem, nesse caso, você pode considerar enviar a carga volumosa pelo mar, por um navio de carga! 

As possibilidades são diversas e você deve estar atento para o volume da carga antes de fechar negócio com uma transportadora. O mais recomendado, no caso de cargas de tamanhos e urgências variadas, é contar com uma transportadora que ofereça o transporte multimodal.

Para qual tipo de carga é recomendado cada meio de transporte?

Agora que você já sabe tudo sobre cada tipo de modal e o que influencia na escolha de cada um deles, que tal saber na prática quais produtos são mais recomendados para os principais modais? Vamos lá!

  • Aéreo: carga emergencial, de alto valor ou com destinos de entrega internacional;
  • Rodoviário: entregas de menor valor agregado, menos ou mais volumosas;
  • Aquaviário: cargas com volumes muito grandes;
  • Ferroviário: entregas mais lentas e que demandam mais segurança.

Qual é o tipo de transporte de carga mais utilizado no Brasil?

O modal rodoviário é o tipo de transporte de carga mais utilizado no Brasil. Ele conta com o menor custo de transporte entre todos os modais, consegue percorrer grandes distâncias e pode transportar cargas com volumes muito elevados e variados, como as cargas frágeis, perigosas, vivas, a granel e por aí vai. 

É claro que esse tipo de modal conta com muitos desafios, como a má-conservação das estradas, por exemplo. Ainda é bem possível que ele se mantenha em primeiro lugar aqui no Brasil durante muitos anos, mas o modal aéreo vem ganhando cada vez mais espaço.

Conheça a Prestex

A Prestex é uma das 3 melhores transportadoras emergenciais do Brasil! Além de contar com o transporte multimodal e profissionais de alto nível, somos referência em logística expressa. Com isso, podemos ser a solução de que você precisa para fazer a sua empresa decolar de vez.

Navegue pelo site da Prestex e saiba mais sobre os serviços disponíveis. Além disso, não deixe de compartilhar suas opiniões sobre o assunto nos comentários. Deixe seu registro e participe da conversa!