Logística, Tecnologia

5 sistemas de gerenciamento de logística que você precisa conhecer

sistemas de gerenciamento de logística que você precisa conhecer

Empresas que trabalham com produtos devem ficar atentas para garantir que toda a cadeia produtiva seja eficiente, desde o início da produção até a chegada ao cliente final. Então, um dos pontos importantes de serem avaliados e ter sua qualidade garantida é o setor de logística.

É essencial certificar-se de que os trabalhos desse setor sejam efetivos, otimizando-os de forma a melhorar prazos de entrega e qualidade do serviço, a fim de satisfazer e fidelizar o comprador.

Portanto, uma das formas mais eficientes de fazer isso é por meio de sistemas de gerenciamento de logística.

Então, continue lendo e veja como um software pode ser um importante aliado nesse processo!

Qual a importância de escolher bons sistemas de gerenciamento de logística?

Em primeiro lugar, cada vez mais os gestores devem manter um controle eficiente dos processos que ocorrem em suas empresas, a fim de encontrarem falhas que podem prejudicar a produção, otimizar o que for possível e gerar vantagem competitiva. Portanto, a palavra de ordem atualmente é: informação é poder!

E no meio de um fluxo enorme de dados que são gerados todos os dias pelos mais diversos setores, ter um sistema que automatize, minere e ofereça as principais informações de forma clara e objetiva para a gestão é essencial. Assim, pode-se potencializar produtividade e eficiência, encontrar os pontos positivos a serem explorados e brechas que precisam ser consertadas.

Então, por meio de um sistema de gerenciamento de logística, pode-se:

  • mensurar a produtividade da frota de transporte;
  • melhorar a gestão dos veículos disponíveis para a condução das cargas;
  • controlar melhor os pedidos e verificar possíveis não-conformidades;
  • monitorar o transit-time, acompanhando todo o trajeto desde a saída do estoque até a chegada no destino final.

Dessa forma, quando o sistema de entrega é otimizado, pode-se superar prazos estabelecidos, evitar atrasos e, com isso, melhorar a imagem da empresa, gerar vantagem competitiva e fidelizar clientes.

Além disso, um software ajuda na automação de processos, agilizando o trabalho dos funcionários do setor, de forma a melhorar a eficiência e permitindo que eles se dediquem a atividades mais analíticas, igualmente importantes para as rotinas do negócio.

Quais os principais sistemas de gerenciamento de logística?

Mas quais sistemas são os mais utilizados pelas empresas e que podem ser implementados pela sua organização? De que forma eles auxiliam nos procedimentos realizados no dia a dia? Conheça agora os 5 principais deles.

1. TMS

Sigla para Transportation Management System, é o Sistema de Gestão de Transportes. Ele ajuda no gerenciamento de todos os detalhes relacionados ao serviço de entrega, apoiando diversas etapas, como o planejamento de rotas, auditoria, verificação e acompanhamento das transportadoras, entre outras.

Então, estão entre os benefícios de sua implementação:

  • aperfeiçoamento do serviço de entrega, ajudando a reduzir custos;
  • otimização das rotas;
  • controle dos gastos, colaborando com a prestação de contas;
  • maior facilidade para tornar o processo de entregas mais flexível;
  • amparo na tomada de decisões para melhoria do desempenho.
2. WMS

Sigla para Warehouse Management System, é um Sistema de Gerenciamento de Armazém. Portanto, ele auxilia na gestão de rotinas de um estoque, colaborando com o processo pré-transporte. Assim, o sistema WMS controla o inventário, necessidade de reposição, verifica se há slots disponíveis no local, monitora a organização física do espaço, além de outros detalhes, tais como:

  • controle e verificação de entrada e saída de produtos;
  • alocação dos itens;
  • controle de portaria do estoque;
  • otimização do picking;
  • emissão de documentos concernentes a essa área.

E ele traz os seguintes benefícios para o sistemas de gerenciamento de logística

  • melhora nos indicadores de desempenho de gestão de armazenamento;
  • controle otimizado de fluxo de materiais;
  • fornecimento de informações para tomadas de decisões mais eficientes;
  • evita problemas com itens parados, bem como falta de produtos, contribuindo com o giro de estoque.
3. Sistemas de monitoramento de entregas

Esses tipos de sistemas de gerenciamento de logística contribuem para o controle do transporte da carga, desde a saída do armazém até a chegada no ponto final. Assim, suas aplicações estão relacionadas com os seguintes pontos:

  • acompanhamento via GPS no local em que a carga está;
  • confirmação de entrega via fotografia;
  • envio de SMS ou e-mail para cliente, a fim de informá-lo sobre o estágio da entrega;
  • atualização de informações via código de barras;
  • notificações entre empresa e motorista.
4. Sistemas de roteirização

Otimizar rotas e garantir um trajeto com um melhor custo-benefício para a empresa, oferecendo os melhores prazos, é um dos objetivos para o uso de sistemas de roteirização. Pois eles ajudam no planejamento da operação de transporte em si.

Estão entre suas funções:

  • cálculos de trajetos;
  • auxílio na auditoria para pagamentos referentes à transportadoras terceirizadas;
  • definição exata de rotas com o melhor custo-benefício no que concerne ao pagamento de combustíveis e transportes e tempo estimado de viagem;
  • determinação do prazo de entrega, considerando possíveis atrasos;
  • definição dos veículos a serem utilizados, considerando o tipo e volume das cargas a serem transportadas.
5. Sistemas de gestão de frotas

Outro ponto que também precisa ser verificado pela empresa e que pode ser otimizado por meio de softwares específicos é a gestão de frota. Então, caso tenha veículos próprios da empresa, esse tipo de sistema contribui com:

  • prazos de manutenções preventivas;
  • controle no número de veículos disponíveis e quais estão indisponíveis devido à necessidade de reparos;
  • controle de consumo de combustível;
  • escalas de condutores;
  • calendário de perícias médicas e pagamento de taxas;
  • produção de relatórios sobre as frotas.

Estes são os 5 sistemas mais utilizados no dia a dia do setor de logística. Portanto, eéimportante verificar a importância de cada um deles e como contribuem positivamente para a rotina do setor, a fim de combinar seus benefícios, e como sua integração pode potencializar a produtividade e o controle das informações que circulam ali.

Qual a relação entre os sistemas e os serviços oferecidos pela empresa?

Os sistemas estão diretamente relacionados com os serviços oferecidos pela empresa. Por exemplo, se a sua venda é diretamente para o consumidor final, é essencial ter um software que envie o rastreio para ele, de forma automatizada.

Isso evita a necessidade de que um funcionário tenha que realizar a conferência e enviar, por meio de outro sistema, as informações para o cliente. Inclusive, ganha-se em agilidade, eficiência e evita-se erros que podem ocorrer devido ao preenchimento errado ou esquecimentos.

Se, por exemplo, a organização trabalha com serviços de transporte terceirizados, um sistema de gestão de frotas pode não ser tão interessante. Portanto, o ideal é acompanhar, caso a caso, o que de fato traz um melhor custo-benefício para sua empresa.

Em síntese, os sistemas de gerenciamento de logística são essenciais para potencializar a produtividade empresa, certificando-se que a cadeia produtiva terá maximização de desempenho.

Então, quer mais dicas para explorar e melhorar esse setor? Assine nossa newsletter e receba conteúdos ricos diretamente em seu e-mail!