Logística

O crescimento do modal aéreo no setor logístico nos últimos anos

Apesar dos transportes terrestre e marítimo permanecerem como opções favoráveis para quem quer realizar a logística de cargas, a realidade é que o transporte aéreo de mercadorias tem sido cada vez mais considerado como um meio mais rápido, sem obstáculos e inovador.

Com uma série de benefícios que criam uma cadeia de suprimentos eficiente em relação ao encaminhamento de frete, capacidade de armazenamento e desembaraços aduaneiros, este tipo de atividade econômica tem se expandido não apenas no Brasil, como também ganhado destaque ao redor do mundo.

Ainda assim, quando se trata deste modal, é importante compreender seus impactos, analisando seu crescimento, sua aderência por diferentes empresas e como isso tem se transformado, mesmo que de maneira gradativa, em números significativos.

Quer saber mais a respeito? Acompanhe o artigo, que tem como base o último Anuário da ANAC, e surpreenda-se com um segmento que tem estado sob os holofotes nas últimas décadas. Confira:

O crescimento do transporte de cargas pagas

A carga paga está relacionada a todos os bens, expressos em quilograma, que tenham sido transportados em aeronaves e, consequentemente, gerando receitas diretas e indiretas. Ela não corresponde, por exemplo, a correios e bagagens, mas, sim, a uma modalidade de logística que utiliza do modal aéreo para levar seus bens e produtos de um lado a outro, seja do país ou do mundo.

Diante deste cenário, a expansão deste tipo de logística vem crescendo de maneira gradativa no Brasil ao longo da última década, gerando um aumento de 60% entre 2009 e 2018.

Para se ter uma ideia, ao longo deste período, os transportes realizados doméstica e internacionalmente em toneladas eram, por ano, de:

Crescimento do transporte de cargas pagas

A queda repentina de 13% entre os anos de 2014 a 2016 se deu devido à crise político-econômica pela qual o país passou durante estes momentos. Ainda assim, é possível ver que, logo, o segmento voltou a crescer, apresentando resultados positivos quando comparados com o início da análise.

Por sua vez, apenas no transporte doméstico (excluindo por completo a parcela internacional), o Brasil foi responsável anualmente por movimentar a logística aérea com milhares de toneladas. É o caso de:

Logística de carga aérea no Brasil

Assim, apesar de já ter levado uma quantidade superior no início da década de 2010 e de também refletir os impactos da crise citada acima nos anos de 2014, o país ainda apresenta um aumento considerável quando comparado com a quantidade de 2009, tendo uma expansão de 13%.

O consumo estrangeiro da logística brasileira

Entre os anos de 2009 e 2018, houve um aumento de 173,8% de empresas brasileiras que prestam este tipo de serviço de logística aérea – ao passo em que, internacionalmente, apenas 72% de empresas estrangeiras cresceram no mesmo período.

Para se ter uma ideia, os continentes que mais possuem relações e envolvimentos com o Brasil em relação a este segmento são a América do Norte, com 329.495 toneladas; a Europa, com 294.576; a América do Sul, com 132.598; a Ásia, com 23.398; a África, com 16.908; e a América Central, com 2.357.

Por outro lado, quando se pensa nos vinte principais países que possuem rota com a nação verde e amarela, tendo o Brasil como origem são:

consumo estrangeiro da logística brasileira

Dessa maneira, estes números tendem a respaldar a demanda por transporte aéreo cada vez mais crescente no país, uma vez que suas relações internacionais têm crescido, ao passo em que suas coligações domésticas também se mantêm estáveis.

As expectativas de crescimento futuras

De acordo com uma pesquisa realizada pela Globe Newswire intitulada “Air Freight Industry – Growth, Trends and Forecast”, a expectativa de expansão do modal aéreo para os anos de 2020 a 2025 é muito positiva.

Isso porque, com as crescentes tendências do comércio eletrônico e de itens valiosos, a demanda por serviços de carga aérea está aumentando significativamente, uma vez que tal tipo de logística consegue fornecer mais segurança e uma mobilidade mais rápida entre os locais envolvidos.

Além disso, pensando por uma questão internacional, mais mercadorias e produtos estão se movendo através das fronteiras da América do Norte, bem como para outras regiões vizinhas e que possuam coligações com tal subcontinente.

Inclusive, as economias em recuperação dos países da América Latina, como Brasil e Argentina, estão impulsionando o comércio de carga aérea entre as duas regiões – o que já foi comprovado acima quando a ANAC relatou que os Estados Unidos eram o principal país a ter relações estreitas com o nosso.

Assim, observando todo este contexto e, claro, sem esquecer do fator doméstico, é possível conjecturar que o setor de frete aéreo é uma parte essencial do segmento de transporte e logística, obtendo destaque cada vez maior e fazendo a diferença não apenas no presente, como também no futuro.

Realize já o seu transporte aéreo

Se você precisa de ajuda para começar a investir em transporte aéreo para a sua empresa, conte com a Prestex.

Atuando apenas no Brasil, nossa operadora logística entende a importância de considerar este crescimento como um todo, abordando as principais questões relacionadas e atualizando constantemente as nossas tecnologias para surpreender os clientes.

Oferecendo serviços de logística personalizados para as necessidades dos consumidores, garantimos que todos que realizam sua logística conosco podem contar com um atendimento altamente qualificado e com disponibilidade 24h por dia, ao longo de todo o ano.

Ademais, nossas soluções tecnológicas e a expertise do nosso time são partes fundamentais para que possamos realizar o acompanhamento de performance, cotações e rastreabilidade em tempo real das suas cargas.

Se interessou por essa ideia? Entre em contato conosco e saiba como podemos fazer a diferença no seu negócio.