Logística

5 cuidados importantes ao transportar alimentos

Transportar alimentos é uma tarefa que exige especialização e empenho por parte dos profissionais da área de logística. Afinal, os gêneros alimentícios variam nas suas formas de conservação e necessitam de cuidados especiais, dependendo de como e onde serão feitas as entregas.

cuidados importantes ao transportar alimentos

 

No post de hoje, separamos algumas dicas que são válidas para que os alimentos cheguem ao destino final de forma segura. Então, siga nossas recomendações e evite problemas com a fiscalização dos órgãos oficiais!

1. Confira a etiquetagem

As informações presentes nas embalagens dos alimentos são essenciais para guiar corretamente o consumo final. Por isso, devem seguir as determinações prescritas pelas portarias da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Assim, no intuito de evitar problemas para a transportadora, é importante conferir se os produtos estão devidamente etiquetados, garantindo a idoneidade em todo o processo produtivo. Portanto, as etiquetas devem estar perfeitamente legíveis, sem ranhuras ou manchas. Pois, caso contrário, deve-se acionar o fabricante antes de concretizar o transporte.

2. Fique atento à data de validade

Caso não haja um planejamento rígido, alimentos muito próximos da data de vencimento podem ser um problema para a transportadora. Consequentemente, com a possibilidade de imprevistos, esses produtos podem estragar e a entrega ficar comprometida.

O ideal, portanto, é realizar entregas de alimentos com prazos de validade confortáveis. Mas caso seja indispensável o transporte de alimentos com vencimento próximo, este deve ser feito por via aérea, caso as distâncias sejam longas. É importante lembrar também que o transporte de alimentos vencidos é ilegal e passível de punições para a transportadora e a produtora responsáveis.

3. Monitore a temperatura

Acomodar e transportar alimentos exige cuidados extras quanto à temperatura em que esses produtos estarão durante o trajeto. É importante manter um ambiente com estabilidade climática, de acordo com o tipo de alimento transportado. Pois, cada um exige uma forma devida de acondicionamento, que deve ser seguida com critério para não haver nenhuma possibilidade de contaminação.

Alimentos secos, enlatados e embutidos são mais resistentes às variações de temperatura. Mas, mesmo assim, precisam ser acondicionados de acordo com as normas oficiais vigentes para não comprometer a saúde do consumidor.

4. Cuide do empilhamento ao transportar alimentos

As embalagens de alimentos trazem coeficientes máximos de empilhamento para a devida compreensão da transportadora de como acomodá-los sem riscos de danos. Geralmente descritos nas caixas ou na documentação, esses dados colocam limites específicos que devem ser seguidos durante todo o percurso de entrega.

Alimentos danificados na embalagem ou internamente geram prejuízos por não poderem ser vendidos, além de não terem apelo diante do consumidor. Por isso, cuidados redobrados durante o trabalho de transportar alimentos estão sempre na ordem do dia.

5. Tenha toda a documentação da carga

Órgãos oficiais como a Anvisa e outros subordinados exigem documentação específica para permissão de transporte alimentício. Portanto, esses papeis devem estar de posse do transportador, com a devida autenticação do fabricante.

A supervisão sobre esses documentos é constante, e os documentos devem estar atualizados pelas leis em vigor. O transporte de alimentos deve ser realizado, preferencialmente, por empresas com experiência nesse segmento para evitar problemas no ato da entrega.

E você, já conhecia esses cuidados essenciais para transportar alimentos com segurança? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!