Há diversos tipos de modais, o que pode causar confusão sobre o que caracteriza cada um deles e suas vantagens e desvantagens perante os demais tipos. Com o intuito de auxiliar você na escolha do modal indicado para melhor atender às suas necessidades, elaboramos este artigo, em que iremos distinguir especificamente os modais aquaviário e dutoviário. Confira!

O que é modal aquaviário?

O modal aquaviário é caracterizado pelo deslocamento de cargas por meio de mares (marítimo), lagos (lacustre) e rios (fluvial). Há, ainda, a cabotagem, que se refere especificamente à locomoção de cargas a partir das águas costeiras, sendo comumente utilizada para o transporte entre portos de um mesmo país ou viagens de curta duração de tempo.

Esse modal é indicado para o deslocamento de cargas nos mais variados estados físicos da matéria (líquido, gasoso, sólido) e é capaz de transportar uma pequena quantidade de carga a curtas distâncias (cabotagem), bem como é capaz de locomover uma grande quantidade de carga a longas distâncias (marítimo).

Vantagens

  • Baixo consumo de combustível por tonelada útil transportada;
  • Atende a grandes e pequenas cargas a curtas e pequenas distâncias;
  • Frete mais acessível;
  • Baixo risco de furto.

Desvantagens

  • Longo prazo para conclusão da entrega;
  • Alta burocracia envolvida;
  • Ausência de terminais especializados para embarque e desembarque;
  • Seguro de cargas com valor elevado;
  • Depende das condições marítimas quando realizada pelo mar.

O que é modal dutoviário?

O modal dutoviário é caracterizado pelo deslocamento de carga por meio de dutos, os quais podem ser subterrâneos, marítimos ou aparentes. O material é transportado de um ponto a outro a partir do processo de bombeamento, que gera pressão.

Há distintos tipos de modais dutoviários, sendo os principais os oleodutos (petróleo e seus derivados), os minerodutos (minérios) e os gasodutos (gás natural). Qualquer um desses tipos é indicado para o transporte de uma grande quantidade de materiais para longas distâncias.

Vantagens

  • Alta capacidade de transporte para longas distâncias;
  • Baixo custo operacional;
  • Baixo risco de furto;
  • Indicado para o transporte de cargas perigosas (petróleo, gás natural).

Desvantagens

  • Investimento inicial elevado;
  • Alta burocracia para instalação dos dutos;
  • Risco de acidentes ambientais;
  • Trajeto único.

Modais aquaviário e dutoviário: qual escolher?

O modal ideal é aquele que melhor atende às suas necessidades pelo menor custo. Nesse sentido, se é possível realizar todo ou grande parte do trajeto por mar, rio ou lago e não há emergência na entrega, o modal aquaviário pode ser uma alternativa interessante.

Agora, se há emergência para a entrega, a carga apresenta alto risco à saúde e ao meio ambiente, necessita de um meio de transporte capaz de locomover grandes quantidades de carga e pode ser transportada em percurso fixo, o mais indicado é optar pelo modal dutoviário.

Portanto, considere os seguintes pontos:

  • Tipo de material a ser transportado;
  • Quantidade, volume e peso da carga;
  • Prazo de entrega;
  • Possíveis meios para o transporte (terrestre, aéreo, aquático);
  • Percurso fixo ou não.

Conheça as soluções para transporte de cargas da Prestex

A Prestex oferece aos seus clientes diferentes serviços de transporte de cargas, que são destinados a atender a diferentes demandas. Todos eles contam com atendimento 24 horas, rastreamento full time, entrega porta a porta e confirmação de entrega.
Portanto, se você precisa definir os melhores modais para realizar a entrega de suas cargas, conte com a Prestex e entre em contato!