No português, last mile significa “última milha”. E na prática é uma das fases mais importantes no processo de entrega de um produto. Pois, nesta etapa da operação logística, a mercadoria sai de um centro de distribuição e chega ao cliente final.

Por isso, vamos conhecer agora um pouco mais sobre essa importante etapa no transporte de cargas. Leia nosso artigo e confira!

O que é last mile?

Last mile é o final de um percurso, podendo se referir a uma corrida de carros, atletismo, final de um curso e por aí vai. No segmento logístico, o termo está relacionado à entrega de um produto para o consumidor, que pode recebê-lo em casa, no trabalho ou em qualquer que seja o endereço indicado no momento da compra. 

Esse conceito está ligado não apenas literalmente à última milha (1,6 km), mas sim ao percurso final, saindo do centro de distribuição e chegando até o consumidor final. Uma vez que o last mile tenha uma boa logística aplicada, os custos tendem a ser mais reduzidos e, o melhor, a satisfação dos clientes tem mais chances de aumentar!

Last mile – etapa de entrega

A entrega na última milha (lastmile) é a última etapa da logística de entrega de uma carga ao destino final. Geralmente vai do armazém de distribuição até o endereço escolhido pelo cliente. Essa etapa é crucial, pois vai até o ponto mais importante para qualquer cliente: o recebimento real das mercadorias. Essa etapa é fundamental para uma melhor experiência do cliente.

Essa é uma das mais significativas etapas do processo, pois pode medir o grau de satisfação do próprio consumidor ao receber o pedido. Por isso, é muito importante ficar atento ao prazo de entrega, as condições da embalagem e a maneira com que ele chega às mãos do destinatário.

Portanto, seguir esses procedimentos pode evitar que a empresa tenha gastos extras e a insatisfação do cliente.

A tecnologia tem se tornado, cada vez mais, uma aliada dentro do processo da última milha. Através, por exemplo, do controle de rastreamento em tempo real da encomenda que o consumidor pode ter. Assim, esta praticidade oferecida por diversas empresas aos seus clientes pode gerar credibilidade no momento de uma nova compra.

Porém, mesmo com todas as inovações tecnológicas disponíveis, não há como descartar a importância das pessoas por de trás dos processos logísticos.

Last mile – desafios

A entrega de uma carga pode ser muito complexa e demandar diversos modais de transporte. O planejamento e a preparação desses processos logísticos são necessários para garantir a entrega pontual dos pacotes. 

Nesta fase do transporte de carga, há predominância na utilização do modal rodoviário, devido às pequenas distâncias a serem percorridas nessa etapa da entrega, com a utilização de caminhões menores e veículos urbanos de carga.

Um dos setores mais impactados pelo implantação do last mile é o de e-commerce. Devido, portanto, as exigências cada vez maiores de seus clientes e consumidores para com o tempo de entrega. Então, para atender a essas demandas, as empresas desse ramo têm se atualizado para proporcionar serviços mais eficientes. Resultando assim em entregas mais ágeis e, inclusive, com mais qualidade.

Quais são os impactos do last mile na operação logística?

Na operação logística, podemos dizer que o last mile pode trazer diversos benefícios. Os clientes estão cada vez mais exigentes quanto às entregas e os grandes players do mercado varejista já sabem disso e investem muito nessa etapa.

Dessa forma, proporcionar uma experiência encantadora para os clientes durante o percurso de entrega, informando-o sobre a localização do produto, é uma ótima sacada.

Outra dica é focar em manter a integridade dos produtos durante o percurso e, é claro, reduzir ao máximo as taxas de atrasos nas entregas. Isso tudo certamente pode trazer impactos muito positivos para o seu negócio.

Como a tecnologia influencia no last mile?

A tecnologia pode ser utilizada para otimizar o tempo que o last mile leva para ser finalizado. Softwares de planejamento de rotas, por exemplo, fazem com que o produto chegue mais rápido até o consumidor e permitem que você gaste menos combustível, precise de uma força de trabalho menor e ainda aumente a vida útil da sua frota!

Além disso, vale a pena utilizar a tecnologia para obter e armazenar informações sobre as entregas realizadas no last mile. Assim, você consegue encontrar os maiores gargalos e melhorar a estratégia para obter mais eficiência e agilidade.

Qual é a diferença entre last mile, first mile e middle mile?

Em tradução literal, last mile, como você já sabe, é a última milha; first mile é a primeira milha, e middle mile, a milha intermediária. A grande diferença entre esses conceitos é o momento e o tipo de deslocamento dos produtos.

O first mile é o momento em que o produto sai do fabricante, em regra internacional, e vai até o centro de distribuição.

Já o middle mile é quando o produto sai de aeroportos ou passa por rodovias para ir até os centros de distribuição. Por fim, no last mile, o produto sai desse centro para chegar até o local de entrega solicitado pelo cliente final.

A Prestex é especializada em logística de cadeia de valor

Se você deseja otimizar a entrega dos seus produtos, no first, middle ou last mile, saiba que a Prestex pode te ajudar! Oferecemos soluções completas em cargas emergenciais para todo o Brasil e contamos com diversos cases de sucesso em logística consultiva e logística expressa. Navegue pelo site para saber mais sobre os serviços que oferecemos.

Agora que você já leu sobre last mile, compartilhe com a gente sua experiência com esse processo logístico!