Logística

Transporte de produtos químicos: como realizar de forma eficiente?

A logística é, sem sombra de dúvidas, um dos maiores setores da economia nacional. O transporte de produtos químicos, por exemplo, tem algumas particularidades e normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além disso, demonstra como os gestores devem estar atentos a ele para obter bons resultados, minimizando custos sobressalentes.

transporte de produtos químicos

Estar em conformidade com a legislação vigente é fundamental para quem almeja ter todas as suas atividades operacionais ocorrendo de forma segura. Aliás, esse assunto tende a gerar muitas dúvidas entre os gestores. Perincipalmente pela dificuldade em compreender quais são todos os requisitos e normas que devem ser avaliadas previamente.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo para ajudar a esclarecer a legislação e a importância da fiscalização da carga no transporte e na descarga. Então, não perca tempo e confira todas as informações até o final!

Quais as principais normas da Anvisa para o transporte de produtos químicos?

Em primeiro lugar, é preciso entender que a segurança é o ponto de partida para o processo. Desse modo, os motoristas são uma peça-chave para a que o transporte de produtos químicos ocorra de forma segura. É obrigatório que eles façam um curso de Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (MOPP).

Nesse treinamento, são repassadas informações de como agir em situações de emergência e para a realização de um transporte seguro. Outro ponto importante que o transportador deve ficar atento diz respeito ao Certificado de Inspeção para Transporte de Produtos Perigosos (CIPP) e o Certificado de Inspeção Veicular (CIV).

Existem, também, regras que consideram o tipo de produto perigoso que é transportado. Isso decorre do fato de que cada mercadoria tem características próprias. Por isso, existem normas específicas de sinalização, além de que o uso dos EPIs na descarga e carregamento é imprescindível.

Cuidados com os motoristas

Outro fator fundamental, que é previsto em lei, é sobre o tempo de descanso dos motoristas. Afinal, não é nenhuma novidade que muitos trabalhadores ficam em longas jornadas diárias dirigindo para conseguir entregar as cargas dentro do prazo. Porém, é preciso saber respeitar o limite de repouso diário de 11 horas, a cada 24 horas de trabalho.

Além disso, deve haver intervalos mínimos de 1 hora para refeições e de 30 minutos para 4 horas ininterruptos de trabalho dirigindo. O cumprimento de todas as normas reduz significativamente a possibilidade de problemas com o transporte de produtos perigosos e a ocorrência de acidentes.

Desse modo, a empresa consegue bons resultados operacionais, mas sem se esquecer de ter a segurança como premissa básica das suas condutas.

Como contratar uma empresa especializada para o transporte de produtos químicos?

Como já foi dito, há uma grande quantidade de normas que devem ser seguidas para se evitar dores de cabeça com o transporte desse tipo de mercadoria. Há um termo muito importante na gestão empresarial chamado de core business. Ele representa o foco na atividade principal da empresa. Veja um exemplo, a seguir, para entender melhor.

Imagine uma indústria farmacêutica que tem uma alta demanda por serviços de limpeza das máquinas. Ou seja, o core business dessa empresa é a fabricação de medicamentos. Os outros serviços gerais podem ser terceirizados para que o empreendimento foque na sua atividade principal.

Nessa perspectiva, o transporte de produtos químicos demanda um grande know how nesse tipo de tarefa. Contar com a ajuda de uma empresa capacitada é uma estratégia inteligente para maximizar os ganhos e minimizar os custos.

É importante que os gestores avaliem alguns pontos da empresa a ser contratada. Afinal, a relação é mais uma parceria, o que faz com que ambos tenham os mesmos propósitos e estejam comprometidos para que um bom trabalho seja feito.

Continue a leitura para ver quais os principais fatores devem ser verificados antes de fechar contrato com uma consultoria especializada.

Experiência

Trabalhar com alguém que tem experiência na sua atividade diminui bastante a chance de algo dar errado, não é verdade? Isso se aplica à análise de uma empresa que seja especializada no transporte de produtos químicos.

Experiência demanda tempo e conhecimento de mercado para lidar com as mais diferentes situações. É exatamente isso que um gestor procura ao se associar com alguém que tenha know how nesse tipo de transporte.

Ter experiência e conhecimento no nicho de atuação pode assegurar uma operação logística comprometida com a segurança e a proteção da carga. Medicamentos, por exemplo, são mercadorias com alto valor agregado e com vários produtos químicos na sua composição. É preciso que eles tenham sempre um bom planejamento logístico para evitar prejuízos.

Treinamentos

Além dos treinamentos necessários, muitas empresas vão além e oferecem outros cursos internos. Desse modo, situações de emergência podem ser contornadas pela tomada de atitudes controladas do motorista.

É possível, também, que ele seja treinado para atuar na identificação de vazamentos e técnicas de direção defensiva. Tudo isso, feito de forma periódica e avaliado constantemente, faz com que a prestação do serviço alcance um alto nível de excelência.

Autorizações necessárias

A resolução ANTT 3665/2011 apresenta todo o regulamento para o transporte de produtos perigosos, incluindo os químicos. Além dos documentos fiscais relativos aos produtos exportados, licenças do Ibama, Ficha de Emergência e Envelope para o Transporte, existem outros regulamentos que variam de acordo com o estado.

Já deu pra perceber que existem muitas informações que os gestores e empresários devem verificar quando vão contratar uma empresa especializada no transporte de produtos químicos. É preciso olhar com atenção a situação cadastral do CNPJ e procurar referência de serviços prestados por ela.

Assim, a parceria só tende a gerar bons frutos e vantagens, tanto para quem contrata o serviço, quanto para o prestador. Pense nisso!

O transporte de produtos químicos tem que ser realizado sempre focado na segurança e nas normas dos agentes reguladores. Assim, é interessante pensar em um parceiro de negócios que viabilize a operação logística, focando em estratégias competitivas. Existem diversas opções no mercado e uma, com certeza, está apta às suas necessidades. Os consultores da Prestex estão sempre à disposição para entender as demandas dos clientes e encontrar uma solução ideal. Quer conhecer um pouco mais? Entre em contato agora mesmo!