O que para muitas empresas pode parecer uma medida que apenas gerou custos, a logística reversa, na verdade, é uma ótima opção e traz bons retornos.

7 Razões para sua empresa adotar a logística reversa

No ano de 2012, cerca de 40% dos resíduos sólidos produzidos deixaram de ser coletados corretamente e tiveram destinos impróprios — conforme dados da ABRELP.

Essa prática pode resultar em diversos danos, já que a decomposição e a emissão de gases são prejudiciais à saúde das pessoas e deterioram o meio ambiente.

Portanto, visando reduzir tal prática, a Lei nº 12.305/10 estabeleceu uma política de logística reversa, em que as empresas se tornam responsáveis pela reciclagem do produto e a correta destinação ambiental.

Então, confira 7 razões para sua empresa adotar a logística reversa:

1. Diferencial competitivo com a logística reversa

Criar um diferencial competitivo é importante para as empresas e, segundo pesquisas da ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção), 19,12% dos entrevistados enxergam a logística reversa como um diferencial competitivo.

E assim, ao desenvolver um diferencial competitivo, é comum que ocorra o aumento das vendas e das buscas pela empresa.

2. Empresa socialmente aceitável

Cada vez mais as pessoas estão em busca de empresas socialmente aceitáveis, sobretudo em razão do desejo de fazer algo pela sociedade ao adquirir produtos ou serviços.

Portanto, o fator social e adequabilidade às políticas públicas costuma ser bem-visto pelos consumidores, moldando a empresa como socialmente aceitável.

3. Sustentabilidade

É comum que a sustentabilidade esteja, atualmente, entre as metas das grandes empresas. Uma gestão sustentável nada mais é do que atender às necessidades econômicas e humanas sem comprometer o futuro.

Então, como a prática da logística reversa é sustentável — por reaproveitar produtos descartados, diminuir os impactos ambientais e ainda reduzir os custos econômicos com o reaproveitamento e destinação correta dos resíduos sólidos — sua adoção tem se tornado cada vez maior.

4. Lucros com a reutilização de produtos usados

Os produtos que podem ser reciclados e reutilizados representam bons lucros para a empresa, desde que passem pelo processo correto.

Enfim, isso acontece porque a mão de obra e o gasto com matéria-prima para reciclar um item costuma ser menor.

5. Redução de custos com o produto através da logística reversa

A logística reversa permite reduzir custos com o reaproveitamento dos resíduos sólidos, impactando diretamente no caixa da empresa.

Além disso, essa redução de custos pode se tornar um diferencial, efetuando a venda dos produtos a preços mais acessíveis e impulsionando as vendas.

6. Melhora a imagem da marca

Já se perguntou por que as empresas de grande porte se preocupam tanto com práticas como a logística reversa?

Pois, através de atitudes sustentáveis e sociais é possível conseguir uma significativa melhora na imagem da marca, o que impacta de forma rápida e direta nas buscas e conversões.

7. Obrigatoriedade legal

Com a promulgação da Lei 12.305/10 — após o prazo de adequação que terminou em 2014 — tornou-se obrigatória a aplicação da logística reversa para os seguintes produtos: pilhas e baterias, óleos lubrificantes automotivos, pneus, resíduos e embalagens de agrotóxicos, eletrônicos e lâmpadas.

Por ser considerado crime ambiental, a multa por descumprimento da política reversa (plano de gerenciamento de resíduos) pode atingir até R$ 50 milhões de reais.

E você, conhece outras razões para adotar a logística reversa em sua empresa? Deixe um comentário com suas dúvidas e opiniões sobre o assunto!