O transporte aéreo é um dos mais estratégicos do cenário nacional. Por isso, é bastante utilizado pelas empresas e a tendência é que isso aumente nos próximos anos. Sendo assim, é fundamental conhecer as principais expectativas do setor para 2019 e anos seguintes.

O transporte aéreo no Brasil: cenário atual e o que vem pela frente

Para quem trabalha com setor logístico, se informar constantemente é fundamental sobre as tendências e características de cada modal. Afinal, como escolher com quais irá trabalhar se não tiver noção do que está ocorrendo em cada um dos modais, a fim de verificar se estão, realmente, sendo competitivos para sua empresa?

Continue lendo e saiba mais sobre o cenário atual e as projeções para o transporte aéreo.

Cenário atual no transporte aéreo no Brasil

O transporte aéreo brasileiro é um dos mais fortes modais do cenário nacional. Afinal, estamos falando em um país com dimensões continentais e com diferenças regionais industriais consideráveis. Fazendo com que, o intercâmbio de produtos entre as regiões mais longínquas é comum por aqui.

A indústria aérea também permite a conexão da indústria nacional com o resto do mundo, de forma a expandir a atuação do nosso comércio exterior. É um setor sólido, empregando mais de 1,1 milhão de pessoas, com uma contribuição bastante expressiva no PIB nacional: US$ 32,9 bilhões. É um dos cinco maiores mercados domésticos no mundo neste modal.

Se você quiser saber mais sobre a atual situação do mercado aéreo brasileiro, de forma atualizada, pode acompanhar na plataforma Consulta Interativa – Indicadores do Mercado de Transporte Aéreo, no portal da ANAC.

As projeções para 2019 no transporte aéreo

O ano de 2019 segue em curso e as tendências para o transporte aéreo seguem otimistas, tal como se mantinham no início do ano. Ao mesmo tempo, os desafios também continuam expressivos. A necessidade de inovação constante para se manter em alta, que é um dos pontos mais ressaltados nesse quesito.

Isso envolve desde a melhoria do processo de transporte de cargas até as questões de infraestrutura. Como a necessidade de criar aviões mais seguros e com maior economia, que gerem menos poluentes, por exemplo.

Em relação ao crescimento do transporte aéreo nacional, a tendência é que se siga os padrões do ano anterior. Em 2018, foram 470,9 mil toneladas movimentadas dentro do país. Isso representa um crescimento de 10,5% em comparação com 2017, sendo o melhor índice dos últimos sete anos.

O comércio exterior também teve um aumento considerável: 281,7 mil toneladas de itens foram enviados para fora do país: um crescimento expressivo de 24,4% em relação a 2017, sendo o melhor resultado desde o início da série história, que começou no ano 2000.

E, com a expectativa da retomada econômica, a tendência é que a expansão continue nesse ritmo acelerado. O estabelecimento de acordos bilaterais entre os países também favorece o mercado para o ano. Fazendo que haja uma forte expectativa de crescimento para o ano vigente.

Outro ponto fundamental é compreender quais são as principais tendências para o transporte aéreo nacional. Assim, você sabe quais são os principais pontos que o mercado abordará nos próximos meses e, até mesmo, no próximo ano.

1. Tendência: Mercado Internacional

Uma das principais tendências é que, por meio dos acordos bilaterais com outros países, o mercado internacional seja mais aquecido. Gerando a necessidade de transporte com melhor custo-benefício entre os países. Com isso, a exigência do uso do modal aéreo aumenta.

Além do aumento do serviço, isso significa também a oportunidade de novos negócios. Assim, as empresas que souberem explorar essa possibilidade poderão contar com parceiros novos em outros países, expandindo suas atividades.

E se o crescimento do setor já vinha ocorrendo nos últimos anos, a tendência é que esse movimento persista não só no Brasil, mas em todo o mundo. Segundo a Seabury, uma das consultorias globais mais respeitadas do mundo, entre 2019 e 2022 ocorrerá um aumento médio de 3,5% ao ano.

Além disso, o leilão dos aeroportos nacionais também deve aquecer o setor de transporte, potencializando esses números nos próximos anos. Isso porque, com as concessões, abre-se a possibilidade para novos investimentos. Trazendo competitividade e modernidade para o setor como um todo.

Por exemplo, permite-se a adesão de novas tecnologias que permitem um maior desenvolvimento do mercado e uma melhor relação com os clientes intermediários e final.

2. Tendência: Tecnologias aplicadas no setor aeroviário

A concessão permitirá, ainda, a inserção de sistemas de cotação automática de cargas, cotação de aeronaves para transporte. Assim, o solicitante poderá realizar seu pedido a qualquer hora e lugar, por meio de um aplicativo, avaliando os voos disponíveis para seu transporte.

Inclusive, essa é outra tendência: a melhoria das tecnologias aplicadas no setor aeroviário. Com o aumento do setor, é normal que as empresas de tecnologia se dediquem a explorar soluções cada vez mais modernas e eficientes para facilitar o processo de cotação, separação, controle, rastreamento e contratação do modal aéreo.

Por isso, os gestores de logísticas devem ficar atentos para essas novas tendências. A fim de escolherem aquelas que estejam mais próximas do perfil do seu negócio. Dessa forma, inserindo mecanismos de automação e aplicações que facilitem o trabalho dos colaboradores.

Também podemos apontar a tendência de algumas indústrias que estão na ponta do uso do modal aeroviário:

  • Automotivo;
  • Manufatureiro;
  • Químico;
  • Healthcare.

Essas quatro áreas registram um volume mais expressivo no uso do modal aéreo e a tendência é que se mantenham nos próximos anos.

3. Tendências: Ultra Low Cost no mercado

Outra tendência importante para os próximos anos é a inserção das empresas ultra low cost no mercado. Deixando claro a vontade de entrar no mercado para proporcionar viagens aéreas estritamente básicas. Apesar de enfrentar resistência com a legislação nacional, tudo indica que elas comecem a se inserir e ganhar espaço no país.

Sendo assim, é possível perceber que diversas melhorias são esperadas para o setor aeroviário, de modo que se consiga melhores resultados e se torne mais competitivo no Brasil.

Novas tecnologias, novos acordos, aeronaves cada vez melhores e com maior custo-benefício são alguns dos pontos mais fortes para os próximos anos.

Com isso, quem ganha são as empresas que precisam de realizar o envio da sua carga por meio deste modal. Assim, conseguem oferecer um serviço de entrega cada vez mais ágil, seguro e com menor custo.

Por isso, é fundamental contar com uma empresa parceira que trabalhe com o transporte aéreo de forma confiável. Conheça a Prestex e conte com uma das melhores e mais responsáveis empresas do mercado de transporte multimodal.

Entre em contato, converse com um de nossos consultores e tire suas dúvidas sobre nosso serviço!