Duas das principais preocupações das empresas que operam entregas de mercadorias sempre foram a segurança e a redução de perdas. Mesmo com todos os esforços, esses dois fatores estão passíveis de ocorrer em qualquer que seja o segmento e tamanho da organização. Tornando fundamental um plano de controle de carga baseado em estratégias eficientes, boas parceiras e, principalmente, tecnologia de ponta.

Controle de carga: conheça soluções para a perda de carga

Neste post, separamos algumas dicas e informações úteis de como operacionalizar tudo isso. Se a sua empresa busca soluções inteligentes e confiáveis para o controle de cargas e, com isso, pretende reduzir custos, riscos, além de melhorar o desempenho das entregas, você está no lugar certo. Acompanhe este post!

Crie KPIs específicas para perdas de carga

O primeiro passo para criar um plano de controle de carga é identificar as possíveis causas e mensurar dados e informações do problema. A forma mais viável para isso é por meio da criação de indicadores de desempenho (KPIs), focados na perda de mercadorias.

Afinal, é com esses registros que se tornará possível saber os motivos das falhas. Por exemplo, se é por causa de uma embalagem frágil ou falta de algum controle específico, equipamentos inadequados no armazém, ausência de tecnologias. Enfim, com um KPI é possível identificar e tomar a decisão mais assertiva.

Melhore a gestão de estoque

Se sua empresa não conta com sistemas de gestão e nem prioriza uma integração dos processos internos, provavelmente, os riscos de perdas serão potencializados. Hoje, com o uso de tecnologias, é possível aumentar o controle de carga em todas as etapas de armazenagem e, consequentemente, reduzir essas possibilidades.

Alguns exemplos práticos do que pode ser implementado no seu estoque para melhorar os processos são a(o):

  • implementação de um WMS;
  • uso de tecnologias como código de barras e coletores de dados;
  • capacitação de seus operadores;
  • estabelecimento dos métodos ideias de estocagem (FIFO, LIFO, Custo Médio etc.);
  • realização de inventários com frequência.

Invista em seu armazém

Muitas vezes, o controle de carga apresenta falhas, mas não necessariamente por causa de processos. Os motivos de perdas de mercadorias podem estar ligados também à estrutura de armazenagem.

Por exemplo, imagine estocar produtos perecíveis em ambientes que apresentem riscos de umidade, fungos e poeiras. Ou mesmo se o armazém não tem equipamentos adequados para movimentar as mercadorias, como empilhadeiras ou pallets específicos (como os de aço).

Atualmente, investir na estrutura e equipamentos para a logística inbound é estratégia fundamental para otimização dos processos internos. Portanto, estude bem o layout de seus estoques e confira se seus sistemas de armazenagem estão adequados.

Além disso, observe se há a necessidade de investir em novos hacks, prateleiras, mezaninos industriais, avalie a implementação de sistemas de picking mais eficientes e, por fim, mantenha sempre os ambientes higienizados, limpos e devidamente organizados.

Realize o controle de carga por rastreamento

Já na área de transportes, o controle de carga pode — e deve — ser realizado com o uso de tecnologias de rastreamento. Afinal, estamos considerando operações em um país de dimensões continentais e com especificidades bem críticas, como falta de segurança, estradas em condições ruins de tráfego e uma geografia bem particular.

Todos esses fatores, naturalmente, trazem preocupações tanto para o embarcador, como para o próprio transportador contratado. Por isso, acompanhar e monitorar cada passo da entrega é imprescindível para ter a certeza da posição da carga, estimar previsões. E assim, tomar decisões imediatas em casos de ocorrências.

Para se ter uma ideia mais ampla de como essas tecnologias funcionam, separamos alguns tipos existentes no mercado. Confira!

GPS

O GPS é a tecnologia de rastreamento de cargas mais conhecida no mercado. Basicamente, ele possibilita monitorar o posicionamento exato do veículo. Por meio de sistemas integrados, consegue transmitir informações importantes de possíveis eventos com o carro. Como abertura de portas, velocidade e aceleração, paradas do motorista etc.

Com esse tipo de sistema também é possível fazer transmissão de alertas. Como bloqueio do caminhão e comunicação direta entre motorista e empresa por meio tablets, smartphones e aplicativos.

Radiofrequência

Outra tecnologia útil para o controle de carga é a radiofrequência. De forma básica, ela emite sinais de rádio e possibilita que o gestor acompanhe a movimentação da frota e de suas mercadorias, mesmo em locais fechados, como subsolos ou túneis.

Além disso, a radiofrequência não está sujeita a inibidores de sinais, ou jammers como são chamados, permitindo o rastreamento em tempo real. Os produtos são etiquetados (RFID) e os sistemas conseguem captar sinais de pequenos chips e antenas, que transmitem a posição exata da mercadoria.

Telemetria

Essa também é mais uma tecnologia de rastreamento de cargas extremamente eficiente e confiável. Tudo é feito por meio de diferentes sensores instalados no veículo. Portanto, ele consegue transmitir informações associadas ao desempenho do caminhão, do motorista e da operação como um todo. Entre os dados que esse sistema permite gerar, destacam-se as seguintes:

  • controle da distância percorrida;
  • monitoria das frenagens bruscas;
  • informações de quando o caminhão ultrapassa a velocidade permitida;
  • gestão do consumo de combustível.

Escolha bem seus parceiros logísticos

Por fim, ressaltamos a importância de contar com um bom parceiro logístico, que ofereça soluções eficientes e, de preferência, segmentadas. Afinal, terceirizar suas entregas, sem dúvidas, pode trazer benefícios incalculáveis para a sua gestão logística. Como a redução de custos, otimização de operações, solução de entregas urgentes e, finalmente, reforço para a sua marca perante o mercado.

No entanto, é fundamental acertar na escolha. Ou seja, confira as referências da empresa, a estrutura oferecida, as tecnologias usadas. A garantia do rastreamento e controle da carga, se abrange todo o território nacional ou trabalha com diferentes modais de transporte. Assim como fatores importantes que devem ser levados em consideração antes de fechar a parceria.

Todas essas dicas e informações são o essencial para garantir o controle de carga. Tanto na logística inbound, dentro dos armazéns, como na logística outbound, quando a mercadoria já está a caminho de seu destino. Além disso, podemos reforçar que, basicamente, a tecnologia está presente em todas essas etapas e se faz necessária para melhorar o desempenho dos processos. Como resultado, reduzir custos operacionais e evitar perdas desnecessárias de produtos.

Portanto, se você precisa melhorar o controle de carga em sua empresa e busca otimizar suas entregas com o que há de mais avançado e eficiente no mercado, acaba de encontrar a solução ideal. A Prestex está entre as três melhores empresas de soluções logísticas em transporte multimodal no Brasil, garantindo entregas emergenciais em todo o território nacional, com segurança, agilidade e, principalmente, com ferramentas tecnológicas.

Para garantir a otimização dos seus processos logísticos, entre em contato com nossos especialistas e conheça as nossas soluções segmentadas.