É possível obter bastante sucesso no setor do agronegócio. Porém, para isso, é necessário que a gestão do negócio seja feita de forma impecável, em todos os processos da cadeia produtiva. E um dos pontos que exige mais cuidados é o setor de logística em agronegócio, que também é extremamente desafiador dentro desse contexto.

Como fazer a gestão logística em Agronegócio? Confira agora mesmo!

O setor de agronegócio é um dos mais fortes da economia nacional. Ele é responsável por, aproximadamente, 23,5% do PIB nacional. Esse setor sozinho consegue movimentar quase 1/4 da economia do País. Isso demonstra sua força perante os demais segmentos da economia, de forma que os produtores estão inseridos em um ramo altamente estratégico e consolidado. Continue lendo nosso artigo e entenda mais sobre o tema.

Dificuldade em obter soluções de logística em agronegócio

Apesar de o agronegócio ser uma das principais áreas da economia nacional, ainda há uma série de gargalos nesse setor. Principalmente quando falamos em soluções logísticas. Muitas empresas enfrentam justamente questões nessa área devido a esse fator.

Isso acontece, principalmente, pelas características dos itens comercializados, sejam insumos para o setor de agronegócio, seja o transporte da carga final para comercialização. Geralmente, trata-se ou de equipamentos pesados (como maquinários). Então, de produtos perecíveis (como alimentos e carnes), o que exige cuidados por parte não só da empresa de transportes, mas também do produtor e dos fornecedores ao escolherem as melhores empresas de logística para realizar parcerias

As perdas podem ser consideráveis caso essa escolha não seja acertada. Imagine, por exemplo, que um proprietário encaminhe sua carga de alimentos perecíveis e a empresa de transporte não o realize de forma adequada. O resultado pode ser desastroso, perdendo o conteúdo praticamente todo durante o trajeto e gerando prejuízos inestimáveis para o negócio.

Assim, é necessário um olhar mais estratégico quando falamos em logística no agronegócio. Pois o setor agrícola e pecuário gera uma série de desafios não só para as empresas de transporte, mas para o próprio produtor. Há uma grande responsabilidade por parte dos produtores em prospectar os melhores e contratar empresas sérias, responsáveis e capazes de realizar o transporte de forma adequada.

Por isso, é importante investir em empresas que tenham experiência em logística de suprimentos. Assim, poderão realizar a redução dos custos finais, atendendo aos exigentes prazos necessários para o setor de agropecuária.

Cadeias que mais dependem da logística no agronegócio

Algumas cadeias do agronegócio são mais delicadas e, portanto, exigem mais cuidados para o transporte de cargas nesse setor.  Para os fornecedores de insumos quanto para os produtores rurais. Isso porque as cargas lidam com perecibilidade, fragilidade, sazonalidade da colheita, necessidade de cuidados especiais (como refrigeração de carnes), entre outros.

Assim, algumas áreas demandam um cuidado logístico maior em comparação com outros:

  • pecuária;
  • transporte de alimentos perecíveis, como frutas e verduras;
  • entrega de equipamentos de grande porte;
  • entrega de equipamentos delicados;
  • transporte de cargas vivas;
  • transporte de cargas vivas que tenham condições especiais, como peixes.
Cuidados necessários para a logística no setor de agronegócio

Como falamos, essa é uma área que exige diversos cuidados para a realização do trabalho logístico. De forma que o produtor precisa levar em consideração essas questões ao prospectar os parceiros para trabalho. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir.

Entrega no menor tempo

Por trabalhar com produtos perecíveis, que, mesmo com todos os cuidados, têm uma vida útil menor, é necessário que a empresa logística realize a entrega dos produtos da área do agronegócio em pouco tempo — entregas expressas ou emergenciais.

Caso permaneça muito tempo na estrada, a carga perde suas qualidades e pode gerar prejuízos severos para o produtor. Imagine, por exemplo, cargas de verduras e frutas que, em poucos dias, já apresentam alterações que podem inviabilizar a comercialização. Por isso, é fundamental contar com organizações que sejam capazes de fazer a entrega no tempo adequado.

Entrega dentro das condições estabelecidas para a carga

Cada carga no setor de agronegócio exige um cuidado especial para entrega, segundo até mesmo a própria legislação sanitária. Por exemplo, a carga frigorificada necessita seguir as diretrizes especificadas na Norma Técnica 14701 da ABNT, que determina questões como:

  • a câmara frigorífica do caminhão deve ser operada para manter a temperatura necessária com o mínimo de oscilação;
  • deve ser adotado um sistema de rotação do estoque, de forma que o primeiro elemento que entra é o primeiro que sai;
  • o deslocamento deve sempre ser feito por equipamentos capazes de propiciar a temperatura no valor desejado, estabelecido 15 minutos antes da entrada da carne;
  • o processo de carga e descarga deve ser feito de forma rápida.
Apostar em outros tipos de transporte

Em determinados momentos, torna-se fundamental cumprir prazos de entrega que apenas um modal de transporte não consegue realizar. Nesses casos, é fundamental contar com empresas que realizem o transporte multimodal. Que trabalham com dois ou mais modais para a entrega da carga.

Por exemplo, pode ser vantajoso contar com o transporte rodoaéreo. Dependendo da situação, como uma forma de prevenir possíveis perdas e fazer com que a carga chegue mais rapidamente ao cliente final.

São opções bastante vantajosas para a entrega de cargas perecíveis, cargas vivas, entregas de maquinários importantes, entre outros.

Entender as características da carga

A escolha do modal, da empresa e do tempo de entrega dependerá das características da carga que será transportada. Um mesmo produtor pode necessitar de serviços logísticos diferentes (por exemplo, aqueles que trabalham com pecuária e agricultura ao mesmo tempo).

Por isso, é essencial analisar as demandas e exigências para cada uma delas e verificar se a empresa contratada oferece suporte suficiente para atender a todos esses requisitos, quando necessário.

Compreender a legislação para o setor

Por se tratar de alimentos, ou seja, produtos que impactam diretamente a saúde do consumidor final. Existe uma série de requisitos e normas que estabelecem as diretrizes obrigatórias para o transporte de insumos do setor do agronegócio. O produtor deve estar consciente de cada uma delas, pois os cuidados começam antes mesmo da retirada da carga do estoque da propriedade.

A logística em agronegócio cumpre um papel fundamental para minimizar perdas produtivas. Conseguir cumprir prazos e levar seus produtos para o cliente final com qualidade, presteza e agilidade. Por isso, é fundamental contar com os melhores.

E lembra-se de que falamos no início deste artigo sobre os desafios para a logística nesse setor? Então, conheça as principais soluções em logística para o agronegócio e tire suas dúvidas sobre o tema.