Otimizar a gestão de logística é um dos passos primordiais para aumentar a vantagem competitiva de uma empresa. Afinal, com uma execução diferenciada do trabalho, o gestor consegue não só melhorar os processos como também trazer resultados realmente satisfatórios para a organização.

Otimizar a gestão de logística na sua empresa
Otimizar a gestão de logística na sua empresa

Porém, com rotinas puxadas e constantes cobranças nem sempre é possível identificar os pontos de aperfeiçoamento. E quanto mais o tempo passa, maiores são as chances de a sua instituição ser superada pela concorrência. Mas calma: fizemos este artigo para apresentar algumas dicas de fácil implementação no dia a dia do seu negócio. Dessa forma podem potencializar os processos logísticos e tornar o empreendimento mais competitivo. Continue lendo e confira!

Mapeie todos os processos de Gestão de Logística

Mapear todos os processos está entre as principais ações para otimizar a gestão de logística de qualquer empresa. Isso significa identificar e pontuar com clareza as principais atividades da instituição. Se tratando de gestão de logística, pode-se destacar:

Esse trabalho é essencial, pois garante que os processos mais importantes sejam cobertos e direcionados para um profissional capacitado. Um mapeamento equivocado ou a falta dele pode resultar em um desequilíbrio de desempenho da cadeia logística.

Por exemplo, desenvolver um ótimo planejamento de aquisição de matérias-primas, mas negligenciar o controle de estoque da empresa. Com isso, você corre o risco de adquirir um volume de itens maior do que o seu armazenamento comporta ou menos do que estava precisando.

Crie planejamentos cuidadosos

Ainda que seja uma dica básica, muitos gestores acabam ignorando ou não tomando cuidado na hora de criar os planejamentos. A vontade de entregar resultados imediatos ou obter destaques momentâneos em muitos casos acaba falando mais alto do que uma estratégia racional.

Quando se constrói etapas de forma detalhada, a execução tende a ser melhor. Neste caso deve-se abranger todos os pontos do processo logístico, desde o recebimento até a distribuição de produtos para o cliente final.

Assim, os resultados positivos passam a ser uma constante, pois há a identificação dos gargalos e dos pontos fracos, além de um trabalho de correção — trazendo à tona um novo cenário graças ao trabalho mais coerente e cuidadoso da gestão de logística.

Conte com o melhor da tecnologia

Hoje é praticamente impossível desvincular uma otimização corporativa do uso da tecnologia. Várias ferramentas são criadas com o exclusivo objetivo de melhorar processos e facilitar a rotina de trabalho das empresas.

O sistema de gestão empresarial (ERP), por exemplo. É uma solução tecnológica que adiciona dinamismo e fluidez no processo logístico. Isso acontece porque a ferramenta pode agregar várias funções e colocar em prática a integração de processos e setores.

Com o software, o gestor consegue gerenciar diferentes atividades, como o monitoramento do armazém, controle de estoque, fluxo de distribuição, entre outros. Assim, departamentos importantes passam a funcionar no mesmo ritmo e com a mesma qualidade, dentre eles:

  • vendas;
  • compras;
  • expedição;
  • estoque;
  • faturamento.

Ainda existem os softwares que otimizam o trabalho de relacionamento com o cliente, com informações sobre as dificuldades e facilidades encontradas pelo usuário durante a sua jornada. Desse modo, o gestor tem a possibilidade de criar estratégias de marketing e comunicação que tenham o intuito de aproximar o consumidor da empresa.

Garanta uma equipe treinada e motivada

Por mais bem-preparado que esteja, nenhum gestor consegue trazer resultados relevantes para a empresa sem a participação dos outros colaboradores. Além disso, os investimentos em infraestrutura e tecnologia podem ser em vão caso a equipe de trabalho não demonstre capacidade e motivação suficientes.

Para não correr riscos, implemente sessões de treinamento para os membros das equipes. Todavia, realize um trabalho de análise para identificar quais pontos precisam ser melhorados de forma individual e coletiva a fim de aumentar a taxa de assertividade.

Também é importante não focar apenas no lado técnico dos profissionais. As sessões de treinamentos são ótimas oportunidades para alinhar os objetivos da empresa com os colaboradores. Além de reforçar os valores e a cultura da organização, bem como demonstrar a importância da participação de todos para o ganho coletivo, criando um clima organizacional saudável e estimulando uma verdadeira integração.

Antecipe-se às necessidades dos clientes

Antecipação de demanda também é mais um fator que está relacionado diretamente à otimização da logística empresarial. Ainda mais que adquirir quantidades certas de matérias-primas de produtos e planejar estratégias assertivas são questões que fazem muita diferença no trabalho de um gestor.

E para ser bem-sucedido nesses pontos é necessário obter um conhecimento prévio sobre o perfil do cliente a ser atendido. Afinal, a execução de todos os processos visa a entregar um serviço de qualidade ao usuário consumidor.

Para se antecipar, é preciso mapear os hábitos de consumo e pesquisas dos clientes, identificando suas necessidades e perspectivas. A utilização de ferramentas como o Big Data é perfeita para esse tipo de estratégia, pois permite a extração e o armazenamento de uma grande quantidade de dados válidos.

Crie parcerias fortes

Mais uma vez o conceito de coletividade é reforçado, mas aqui o fortalecimento deve acontecer com outras marcas, parceiros com interesses em comum. Primeiramente, como gestor, você deve abandonar a ideia de que os fornecedores não são importantes e que podem ser descartados a qualquer momento. Essa é uma visão completamente ultrapassada e equivocada.

Quanto mais sólido for o relacionamento com fornecedores, maiores serão as chances de uma boa execução de atividades, como entrega e distribuição, por exemplo. Além disso, uma aproximação saudável favorece renegociações de preço, vantagens exclusivas etc. Na medida do possível, integre os seus processos com os parceiros. Permitindo que eles tenham acesso a informações sobre o estoque e agilizem o trabalho de reposição de matéria-prima e mercadoria.

Além disso, é interessante analisar a possibilidade de aplicar a logística compartilhada. Uma prática que favorece o compartilhamento de serviços por empresas do mesmo nicho. Com essa estratégia, a sua organização consegue diminuir custos e melhorar determinados serviços, como o uso dos caminhões de distribuição e coleta, e, consequentemente, aumentar a lucratividade do negócio.

As alternativas são variadas para otimizar a gestão de logística da sua empresa. Em uma época de grande concorrência, executar um bom gerenciamento logístico pode ser a chave para desenvolver serviços em excelência e controlar os gastos com inteligência. Analise as informações apresentadas e impulsione agora mesmo a capacidade executiva do seu setor logístico.

Gostou do artigo? Não deixe de curtir a nossa página no Facebook, LinkedIn, Twitter, YouTube e Instagram e conferir outros conteúdos interessantes.