implantação do edi

Quando se pensa em transporte de cargas, imagine-se que a agilidade dos veículos seja o mais importante para se realizar uma entrega eficiente. Porém, o fluxo rápido de informações logísticas dentro do processo de transporte de cargas é indispensável.

Portanto, para que a parte administrativa e fiscal da movimentação não esbarre em sistemas de informação lentos e prejudique a movimentação de carga, é necessária a utilização de ferramentas que simplifiquem estas operações, como o Eletronic Data Interchange (EDI).

Conhecendo o EDI

O EDI tem como principal função atuar na gestão logística através da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Para que, assim, possam ser acompanhados programações de pedidos e faturamento de notas fiscais.

Além de padronizar e otimizar a comunicação entre os diversos sistemas que existem no mercado atualmente. Assim, a implantação do EDI resulta em benefícios para quem se utiliza dessa ferramenta. Pois, a combinação entre logística e a TIC resulta em:

  • agilidade na produção;
  • possibilita um controle detalhado de estoques;
  • aumento nos lucros da empresa;
  • redução nos custos operacionais.

EDI: unindo tecnologia e informação

A cada dia que passa, o mercado torna-se mais seletivo e competitivo. Em virtude disso, qualquer ferramenta que venha agregar na melhoria do processo logístico faz toda a diferença.

Assim, tanto para cliente, como para fornecedor, uma experiência positiva que demonstre segurança e organização, passa credibilidade e serve como o maior programa de fidelização de uma empresa.

Portanto, todo processo que facilita a movimentação de cargas pode ser usado como um diferencial perante aos concorrentes de mercado. Por isso, vamos listar os 5 benefícios que a implantação de um EDI traz para uma transportadora:

1 Desempenho

Utilização de um layout padronizado entre cliente e fornecedor para preenchimento da documentação necessária, além de um sistema eletrônico para envio e recebimento de documentações.

2 Risco

Essa ferramenta reduz qualquer tipo de erro, por viabilizar a troca de informações eletronicamente, evitando preenchimento de documentos manualmente. Outro fator que contribui para essa redução é a emissão dos documentos referentes aos transporte pelo cliente.

3 Produtividade

Com um processo de emissão de documentos mais ágil, os colaboradores podem ser deslocados para a resolução de demandas que requerem maior atenção.

4 Comunicação

Troca de informações com agilidade, e possibilidade do envio de informações entre fornecedor e cliente.

5 Lucro

O aumento da produtividade impacta diretamente nos cofres da empresa. Assim, com a automação de alguns processos, pode-se haver a redução dos custos com mão de obra. Por se tratar de um sistema com emissão eletrônicas, a utilização de papel para a impressão de documentos será extinta, além da diminuição de gastos com envio dos mesmos.

Então, agora se quiser ler mais sobre como a tecnologia da informação pode auxiliar no processo logístico clique aqui.

Deixe seu comentário ou experiência sobre a inserção da tecnologia no setor logístico de movimentação de cargas.